TERROR: TRILOGIA "UMA NOITE DE CRIME" / THE PURGE TRILOGY (DIRETO DA BLUMHOUSE, UMA PUSTA HISTÓRIA E UMA POSSIBILIDADE INSANAMENTE INTERESSANTE. MITARAM!)


Bão, já fazia muuuuuuuuuito tempo que eu não postava uma trilogia. Acho que a última foi a trilogia "Doce Vingança", da mina que é estuprada e depois toca o terror a lá Jigsaw no povo. Eu ainda acho que o primeiro filme é o melhor e que deveria ser exibido nas escolas pra que os futuros pretensos a estupradores vissem o que pode acontecer se a mina quiser se vingar.
Eeeeeeeeeeeeeenfim, povo e pova, quem quiser mais de "Doce Vingança", procura aí no blog que tem a trilogia toda, maaaaaaaaaas, porém, entretanto, todavia, contudo e não obstante, vamos falar hoje de uma história que é uma das mais insanamente inteligentes e interessantes que eu vi nos últimos anos, nos dando algo de novo no gênero de terror! Estou falando de UMA NOITE DE CRIME / THE PURGE, filme que depois se expandiu para UMA NOITE DE CRIME: ANARQUIA / THE PURGE: ANARCHY e fechou a pouco com UMA NOITE DE CRIME: ANO DE ELEIÇÃO / THE PURGE: ELECTIONS YEAR. Como já é de costume aqui, falaremos um pouco de cada filme separadamente:

- UMA NOITE DE CRIME / THE PURGE - A história deste filme é bem inusitada, pois vemos uma sociedade onde o crime foi completamente banido, mas para que o povo possa estravazar as frustrações e os criminosos possam se entregar aos seus impulsos sem ameaçar a sociedade como um todo, uma única noite no ano é permitido pelo governo que qualquer crime seja cometido e ninguém será punido por isso, desde que o cometa nesta noite que é chamada de "Expurgo Anual", ou "Annual Purge", o que nos leva ao nome do filme. Sim, estamos falando de qualquer crime, desde roubar doces na loja da esquina, até assassinada, destruição de propriedade, estupro e tudo mais que se puder imaginar. Neste cenário insano, temos o empregado de uma companhia de segurança que pretende passar a noite do expurgo seguro em casa com a família, maaaaaaaas, porém, entretanto, todavia, contudo e não obstante, o filho deixa um estranho que está sendo perseguido entrar e então tudo vai pro vinagre, pois querem ele e farão tudo para pega-lo. O que temos dai por diante é uma família fazendo de tudo para sobreviver a pior noite do ano, contanto com nomes como Ethan Hawke e Lena Headey. Tipo assim... PRECISA DE MAIS? Enfim, trata-se de um filme diferente em que temos um pai se transformando para proteger a família, tudo muito realista, cruel e insano. Este foi um filme único e eu cheguei a achar que não poderiam fazer isso de novo, pois era uma obra que, mesmo com suas imperfeições, tinha tudo para entrar na história do terror. Eeeeeeeeentão vieram as continuações e falaremos delas então.

- UMA NOITE DE CRIME: ANARQUIA / THE PURGE: ANARCHY - Bão, esquece todo o povo do filme anterior, pois esta continuação agora vai nos levar para as ruas, mostrar o que está acontecendo na cidade enquanto as pessoas estão tentanto se proteger em suas casas, então este filme continua a história do expurgo iniciada no primeiro filme, mas não tem mais nada a ver com os personagens. Agora temos o Frank Grillo (que recentemente foi visto em "Capitão América: Soldado Invernal" e "Capitão América: Guerra Civil") como um sujeito que quer vingança contra a morte de sua família em um expurgo anual anterior, além de uma família pobre que não tem dinheiro para se trancar em casa, então terá que se defender do expurgo sozinha, sendo que temos agora uma visão do povo que curte o expurgo, que forma quadrinhas de extermínio pra matar o povo impunemente, assumindo todo seu pado psicopata e anarquista para se divertir. Este filme, apesar de não ter o mesmo impacto do primeiro, nem a mesma tensão e de não contar com um elenco tão refinado, ainda assim é importante por expandir o mundo apresentado no primeiro filme, além de mostrar que as coisas podem sair muito do controle em uma noite como esta. Temos aquelas inconsistências emocionais dos atores, que oscilam entre indefesos a exército urbano em segundos, mas enfim é um filme de terror e então isso é normal. Também tem furos no roteiro, mas nada que comprometa a diversão, ainda que esta seja menor do que no primeiro filme.

- UMA NOITE DE CRIME: ANO DE ELEIÇÃO / THE PURGE: ELECTIONS YEAR - (Fico me perguntando por que a distribuidora do filme no Brasil mudou o título pra "12 Horas para Sobreviver: Ano de Eleição", mas depois lembro que estamos no Brasil e é melhor deixar pra lá) Enfim chegamos a este que aparentemente pode ser o final desta trilogia, ou na verdade ser somente o preludio para mostrar um tipo de apocalipse completamente diferente do que estamos acostumados, um que acontece a apartir de uma guerra urbana. Enfim, isso é o que pode acontecer depois dos eventos deste terceiro filme, que novamente trás Frank Grillo como sobrevivente do segundo filme, tendo se tornado chefe de segurança de  uma senador que quer concorrer a presidência dos EUA para acabar com o expurgo. Por que? Só por que ela foi sobrevivente de um expurgo quando era adolescente, no qual toda sua família foi morta na sua frente. Ela é interpretada por Elizabeth Mitchell que já trabalhou em "Once Upon a Time", "Lost" e "Dead of Summer", então ela é bem conhecida na TV e é uma ótima atriz que manda muito bem neste filme. Também temos aqui Mykelti Williamson que eu sempre vou lembrar como o Bubba de "Forrest Gump", assim sendo temos neste filme um elenco muito mais afiado e competente, pois ainda temos Raymond J. Barry como vilão e isso dá todo um peso novo ao filme, além de mostrar que, obóviamente, tem muita gente poderosa que se aproveita do expurgo para fazer uma limpeza de arquivo. Este filme dá um tom de encerramento a história, mas também pode ser o início de uma guerra entre o povo que quer o expurgo e aqueles que não querem. Teremos então algo como UMA NOITE DE CRIME: GUERRA CIVIL? Sei lá, mas eu espero que sim, pois esta série de filmes é DO DOUTOR-K-RALHO!

E é issae povo e pova, uma trilogia fodástica que nos trouxe algo de novo, que foi toda concebida pela mente de James DeMarco, que foi escritor e diretor da trilogia toda. Muito legal isso, pois deixou o criador da obra leva-la até onde queria e isso é ótemo, algo que somente a BLUMHOUSE e o gênio JASON BLUM poderiam fazer. Eu realmente espero que esta produtora continue nos trazendo as obras fantásticas que sempre trás, nos surpreendendo com "Sobrebatural" e também com "Invocação do Mal". Eles mitam sempre e espero que continuem mitando. Antes de encerrar, como deixei claro no começo, o primeiro filme é meu filme favorito desta trilogia, mas mesmo que as duas continuações fiquem aquém da primeira parte, ainda assim elas mitam e muito! Assim sendo: TRILOGIA RECOMENDADA COM CERTEZA!

LINKS PARA DOWNLOAD EM TORRENT:




UMA NOITE DE CRIME - TRAILER LEGENDADO


UMA NOITE DE CRIME: ANARQUIA - TRAILER LEGENDADO


UMA NOITE DE CRIME: ANO DE ELEIÇÃO - TRAILER LEGENDADO

Compartilhar no Google Plus

Autor Mateus Caza

Um publicitário por formação, Professor por Profissão e Escritor no Coração. Curto filmes bragarai e games nas horas vagas. Lego games são fodásticos, Fallout foi demais e agora estou em Dragon's Dogma. Vamo que Vamo.
    Blogger Comentarios

5 comentários:

  1. Porra achei que era só setembro o 3 filme

    se a moda pega no Brasil ...

    realmente no 1º filme vemos uma família comum com dilemas comuns sem treinamento algum apenas se protegendo do perigo, já no 2º temos um militar "grilado" com a vida onde e pego num misto de ação e terror um puta clima de desespero onde não ter pra onde ir, vamos ver o que espera sobre o 3º já Militar já não está tão "Grilado" assim pela vivencia hUHAuhuaa

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu ainda sou fã demais do primeiro por conta do Ethan Hawke, mas concordo que o segundo teve um desenvolvimento melhor da história enquanto que o primeiro se focou nos personagens. Eu imagino que vc vai curtir este terceiro, meu amigo, pois está fodástico como o primeiro e ainda melhor que o segundo.

      Excluir
  2. vlws pelo toque .. alias vou ver se assisto tb o piada mortal

    ta certo que sou apenas mais um na multidão reverenciando Stranger Things mas cara e nostalgia pura assista e faz um post dessa maravilhosa serie que trás tudo de bom dos filmes dos anos 80

    ResponderExcluir
  3. Gostei muito da trilogia e li algo a respeito de transformarem em série, o que vejo como desnecessário. Mas apesar de cada filme ter uma história diferente, há um elo entre eles por conta de um personagem do primeiro que aparece nos dois outros, ainda que sem participação ativa. O legal é que cada um mostra a noite do expurgo em um ângulo diferente: primeiro, a família rica que tem como se proteger mas acaba sentindo na pele o que é ser perseguido; o segundo, temos as vítimas em potencial que não possuem recursos para se protegerem, os mercenários que lucram com o evento e o grupo que revida os ataques contra as vítimas do expurgo; e finalmente no último surge o movimento que luta contra a NFF e pretende acabar com a noite do expurgo, na pessoa da senadora que se torna alvo dos poderosos, e os que contrariam a orientação para a noite do expurgo, saindo às ruas para ajudar as pessoas atacadas pelos maníacos. Tem suas falhas, claro, mas de um modo geral é um tema interessante até mesmo para reflexão.

    ResponderExcluir
  4. Uma correção sobre o segundo filme, você diz: "...como um sujeito que quer vingança contra a morte de sua família em um expurgo anual anterior..."
    Mas na verdade ele quer vingança pela morte do filho apenas, e não foi no expurgo anterior, foi quando um cara atropela o garoto por dirigir bêbado e se livre da pena por brechas na lei, dai o Frank vai lá pra matar o cara.

    ResponderExcluir

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial